Por que Jejuar?

Não é de hoje que jejuar faz parte das práticas de quem acredita em Deus.

 

#1 – PRIMEIRO

“Ainda assim, agora mesmo, diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, com choro e com pranto”. Joel 2:12

Esse texto mostra que jejuar é uma direção clara de Deus para os seus, mas por que jejuar é tão importante para Deus? Pode o jejum mudar a Deus?

O jejum não muda a Deus, ele muda a cada um que o pratica. Jesus ensinou a forma correta de jejuar em Mateus 6:17-18, dizendo que devem jejuar constantemente:

“Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará”.

Quem acredita em Deus e ama a Deus, deve jejuar constantemente.

 

#2 – SEGUNDO

“E, servindo eles ao Senhor e jejuando, disse o Espírito Santo: Separai-me, agora, Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado. Então, jejuando, e orando, e impondo sobre eles as mãos, os despediram”.  Atos 13:2-3

A Bíblia é clara quando mostra homens e mulheres de Deus jejuando na preparação das obras de fé que realizaram, assim como Barnabé e Saulo fizeram.

O jejum faz parte da preparação e capacitação de Deus na vida daqueles que estão realizando seu propósito. Pastores e líderes devem também buscar direção de Deus através de jejuns, inclusive na escolha de pessoas para o ministério, como conta o livro de Atos no início da Igreja.

“Paulo e Barnabé designaram-lhes presbíteros em cada igreja; tendo orado e jejuado, eles os encomendaram ao Senhor, em quem haviam confiado.” Atos 14:23

 

#3 – TERCEIRO

O maior desafio para o jejum é o orgulho. Deixar que outro defina algo na sua vida será sempre um grande teste. No jejum, dedicamos a Deus o domínio de nosso corpo, isso é uma forma de praticar a humildade diante de Deus.

“Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.” Tiago 4:10

Quando nos humilhamos, reconhecemos nosso pecado e consertarmos nossa vida com Deus. Salmos 35:13 mostra a fala de um homem que percebeu o embate com o orgulho no jejum.

“Contudo, quando estavam doentes, usei vestes de lamento, humilhei-me com jejum e recolhi-me em oração.” Salmos 35:13